sexta-feira, 28 de agosto de 2009

“Tendo Pouco Mais Possuindo Muito”

115353_8718 Marcos 6:37 e 38 - Ele, porém, respondendo, lhes disse: Dai-lhes vós de comer. E eles disseram-lhe: Iremos nós, e compraremos duzentos dinheiros de pão para lhes darmos de comer? E ele disse-lhes: Quantos pães tendes? Ide ver. E, sabendo-o eles, disseram: Cinco pães e dois peixes.

A paz e a graça sejam sobre todos em nome de Jesus.

Em breves palavras quero expressar algo da parte do Senhor neste dia de vida que nos é concedido.

Quando analisamos este texto e o contexto fica claro que com Deus sempre temos ‘muito’.

Os discípulos haviam cumprido as instruções de Jesus, quando estes saíram pregando ao povo que se arrependesse, expeliam muitos demônios e curavam numerosos enfermos, ungindo-os com óleo (vs. 12 e 13).

A maravilha nesta passagem é que, voltando eles à presença do Mestre relataram todos os feitos e ensinamentos que haviam realizado e retirando-se para um lugar deserto - porque eles não tinham tempo nem para comer, visto ser muitos os que iam e vinham - a multidão mais uma vez começa a se aglomerar, pois havia um desejo ardente nos corações pelas palavras e ensinamentos de Jesus.

Então o Senhor, viu uma grande multidão, e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. Ao cair das horas, falaram os discípulos ao Mestre que já era tarde e era bom que os despedisse, para que nos lugares e aldeias próximas comprassem pão porque não tinham o que comer. E Jesus lhes responde: Dai-lhes vós de comer.

Quando olhamos para nossas possibilidades e elas são desfavoráveis, quando nossas forças parecem estar no fim, quando a esperança parece desfalecer é hora de aprender com o Senhor de nossas vidas. Ainda que tenhamos apenas alguns paezinhos e poucos peixinhos, Deus transforma em ‘abundância’.

Foi assim para com toda aquela grande multidão e a palavra nos diz que comeram todos, e saciaram-se e foram quase cinco mil homens, além das mulheres e crianças.

Não foi diferente com aquela viúva que disse: ...nem um bolo tenho, senão somente um punhado de farinha numa panela, e um pouco de azeite numa botija; e vês aqui apanhei dois cavacos, e vou prepará-lo para mim e para o meu filho, pois certamente comeremos, e morreremos. A viúva tinha apenas um pouquinho de esperança e um restinho de fé e uns pedacinhos de ânimo, mais através da palavra do Homem de Deus, Elias, que falou dizendo que a farinha da panela não se acabaria, e o azeite da botija não mais faltariam até ao dia em que o SENHOR fizesse chover sobre a terra, o Senhor multiplicou e mudou a vida dela. Aleluias!

Guardemos isso em nossos corações, que um pouquinho com Deus vira ‘muito’, afinal do nada Ele fez tudo.

Como nos ensina Paulo: ...como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos; como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo.

Em Deus, com Deus e para Deus somos sempre mais que vencedores. Basta seguirmos o exemplo de Jesus, afinal Ele pegou aqueles pequenos ‘pãezinhos’ e ‘peixinhos’ ergueu os olhos ao céu, rendeu graças e ‘abençoou’.

Que a benção da multiplicação do Senhor seja sobre todos nós.

Paz!

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

ICPB - Ministério Porta da Vida / Jd. Dona Francisca

São Carlos – SP

cesartucci@hotmail.com