terça-feira, 16 de agosto de 2011

"Deus Conhece o Amanhã"

Salmos 139:16 - Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro foram escritas todos os meus dias; cada um deles escrito e determinado, quando nenhum deles havia ainda.

Meus amados irmãos e queridas irmãs, boa tarde a todos!
Desejo neste dia de vida e graça compartilhar uma palavra do Senhor para nossos corações.
Sabemos que neste Salmo, o rei Davi expressa os atributos da onisciência, onipresença e onipotência do Deus Eterno e Soberano de maneira gloriosa, dizendo que Dele não se pode esconder, nem tentar guardar algo em oculto dentro de nós mesmos. Afinal, Ele SABE TUDO o que aconteceu, acontece e acontecerá dentro e fora de nós; conhece nossa estrutura e nossos pensamentos e emoções.
Mas gostaria de apenas me ater no verso em questão, onde fica evidente que o Senhor já havia 'escrito' e 'determinado' cada dia de nossas vidas. Mesmo sem sermos gerados e vir ao mundo, Deus já tinha em Seu coração um propósito, um plano para nossos dias.
Infelizmente, por não nos preocuparmos e buscarmos a vontade e o projeto de Deus para nós, fazemos de maneira errado uso do tal 'livre arbítrio' e acabamos atrasando e até atrapalhando o que Ele determinou para nossas vidas. O resultado são decepções e frustrações, por escolhas erradas. O apóstolo Paulo disse: Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? (Romanos 8:35)'. Nada, nem ninguém - ou quase ninguém - pode nos separar do Amor de Deus revelado no sacrifício de Jesus Cristo naquela cruz.
Precisamos ter consciência que o único objeto de impedimento entre o projeto de Deus em nossas vidas, somos nós mesmos. Somente eu e você podemos abortar o propósito do Senhor 'escrito' e 'determinado' para nossos dias.
Sejamos sábios! Deixemos as coisas que o Altíssimo já havia sonhado e projetado acontecer em nós e para nós. Os meus, os seus, os nossos sonhos nunca serão melhores e maiores do que as coisas que Deus já 'havia escrito'.
Como diz o profeta Isaías: 'Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos (Isaías 55:8 e 9)'.
Que o Autor da Vida continue a escrever nossas histórias, pois com Ele, o fim sempre será melhor que o começo.
Somente Ele, o Deus Vivo, e mais ninguém 'conhece o amanhã'.
Paz do Criador e Senhor a todos!


Evangelista Cesar Augusto A. Tucci
Pentecostal da Bíblia
Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário
São Carlos - São Paulo
Email: evangelistacesar@hotmail.com
Email: cesartucci@gmail.com

segunda-feira, 16 de maio de 2011

"Verdadeiro Avivamento"


Habacuque 3:2 - Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida;
na tua ira lembra-te da misericórdia.

Queridos em Cristo, a todo momento ouvimos comentários, rumores e declarações sobre 'avivamento', mas precisamos entender o que é, e quando ocorre um 'verdadeiro avivamento' no meio do povo de Deus.
Podemos começar desta maneira:
O significado bíblico do termo "Avivamento":
No Antigo Testamento o verbo hebraico hyh (avivar) tem o significado primário de 'preservar' ou 'manter vivo'. Porém, avivar não significa somente preservar ou manter vivo, mas também purificar, corrigir e livrar do mal. Esta é uma consequência natural toda vez que Deus aviva os seus. Na história de cada avivamento, dentro ou fora da Bíblia, lemos que Deus purifica, livra do mal e do pecado, tira a escória e as coisas que estavam impedindo do seu propósito.
O verbo "avivar", em suas várias formas, é usado mais de 250 vezes no Antigo Testamento, das quais 55 vezes estão num grau chamado piel; um verbo que expressa uma ação ativa intensiva no hebraico. Neste sentido, o avivamento é sempre indicado como uma obra ativa e intensiva de Deus.
No Novo Testamento encontramos no grego um conjunto de palavras que expressam o conceito básico de avivamento. São elas: 'egeíro, 'anastáso, 'anázoe e 'anakaínoo. Outras palavras gregas comparam o avivamento ao reacender de uma chama que se apaga aos poucos (cf. 'anazopyréo em 2 Tm 1.6) ou uma planta que lança novos brotos e "floresce novamente" (cf. 'anaphállo em Fp 4.10). No grego as palavras supracitadas aparecem, no contexto de avivamento, apenas sete vezes, embora a idéia básica de avivamento seja sugerida com mais freqüência. Uma possível explicação para o uso escasso dos termos, em comparação ao Antigo Testamento, é que o Novo cobre apenas uma geração, durante a qual a Igreja Cristã desfrutou, na maior parte do tempo, um grau incomum de vida espiritual.
Agora sejamos francos! Olhe para as nossas igrejas, salvo algumas pequenas exceções. Não se prega mais 'arrependimento', não se combate mais o 'pecado', a leitura e a meditação nas Escrituras foram trocados pelas mensagens de auto-ajuda e o famoso 'receba', a adoração foi substituída pela cantoria de letras e canções que só saem da boca para fora, e os púlpitos transformados em palcos e shows gospel.
Quando olho para a Bíblia e vejo o profeta menor Joel sendo usado como boca de Deus, para falar com o povo, vejo uma promessa indubitável de restauração, restituição e avivamento: Joel 2:19 ao 29. Mas quando examinamos o contexto da mensagem de Joel, vemos no início do mesmo capítulo que ele convoca o povo a 'tocar as trombetas' e anunciar os juízo vindouro, e no verso 13 ele chama o povo ao arrependimento de suas transgressões e a se converterem novamente ao Senhor; 'Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto. E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus; porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal (Joel 2:12 e 13).
Sejamos realistas e honestos com nós mesmo amados! Não existe 'avivamento' se não tiver 'arrependimento genuíno' e 'conversão sincera' diante de Deus.
Antes da vinda do Salvador, João Batista já exercia seu ministério que tinha como propósito o 'reavivamento'. O cenário era a uma politica corrompida, uma sociedade imoral somada a uma vida espiritual decadente e decaída. Mesmo assim ele veio preparar o cenário para a vinda de Jesus como cantava Zacarias: 'E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos; para dar ao seu povo conhecimento da salvação, Na remissão dos seus pecados; pelas entranhas da misericórdia do nosso Deus, Com que o oriente do alto nos visitou; para iluminar aos que estão assentados em trevas e na sombra da morte; a fim de dirigir os nossos pés pelo caminho da paz (Lucas 1:76 ao 79).
As marcas do 'verdadeiro avivamento' tem algumas peculiaridades. Sua característica não é o emocionalismo, nem o barulho, mas a perseverança na Palavra centrada em Cristo; a perseverança na comunhão como um corpo bem ajustado; a perseverança na oração, pois sem oração não há avivamento. É a comunhão com Deus que desencadeia todo o processo de renovação espiritual; a dedicação a missões e até mesmo a ação social. Todas as características estão interligadas e precisam ser vividas em nossas igrejas.
Que todos nós possamos olhar ao nosso redor e identificar se realmente estamos vivendo o 'verdadeiro avivamento' que o Senhor tem para derramar sobre nós.
A Paz seja com todos e que o Espírito Santo ascenda a chama em nossos corações para nos iluminar até o verdadeiro caminho para o 'verdadeiro avivamento': o arrependimento.

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci
Pentecostal da Bíblia
Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário
São Carlos - São Paulo
Email: evangelistacesar@hotmail.com
Email: cesartucci@gmail.com

"A Cruz"

ATgAAAD1kGWsPgCZryKTnsBpcobvYBQX-1Marcos 8:34 - E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.

Queridos e amados irmãos e irmãs em Cristo, olhando para esta rica e preciosa palavra, onde o Mestre chama as pessoas até si, podemos extrair vários ensinamentos, mas gostaria de me ater apenas na frase: 'tome a sua cruz, e siga-me.'

A cruz de Cristo é um símbolo de:

SOFRIMENTO - I Pedro 2:21 - Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas.

I Pedro 4:13 - Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

ZOMBARIA - Mateus 27:39 e 40 - E os que passavam blasfemavam dele, meneando as cabeças, e dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.

VERGONHA - Hebreus 12:2 - Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.

REJEIÇÃO - I Pedro 2:4 e 5 - E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

RENÚNCIA PESSOAL - Filipenses 2:6 e 7 - Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;

MORTE - Atos 10:39 - E nós somos testemunhas de todas as coisas que fez, tanto na terra da Judéia como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num madeiro.

Irmãos, TUDO isso foi suportado por ELE para que hoje tenhamos a chance de estar novamente com Deus na eternidade. Foi TUDO por amor a nós. É hora de olharmos para o medeiro, símbolo de maldição e enxergarmos nele um símbolo de salvação no Cristo Vivo e Ressurreto.

Vamos tomar nossa cruz e seguí-lo até o fim, rumo ao Céus do Supremo Criador, afinal Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro (Gálatas 3:13).

Foi TUDO por AMOR a nós! Paz a todos.

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

Igreja Cristã Pentecostal da Bíblia

Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário

São Carlos - São Paulo

Email: evangelistacesar@hotmail.com

Email: cesartucci@gmail.com

"De Volta ao Jardim"

wallpaper_inocencia2II Corintios 5:17 - Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

Amados irmãos e irmãs no Senhor, o ardente desejo de meu coração neste dia de vida e de graça que Deus nos concede, é falar sobre 'voltarmos ao jardim'. Quando olhamos as palavras de Paulo neste versículo, vemos claramente que ele quer dizer: 'se alguém está'... 'nova criatura é'. Na Nova Tradução Internacional (NVI), vemos o mesmo verso dizendo: 'Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!' Para entendermos porque ele faz esta rica e insondável declaração é preciso voltarmos um pouco no tempo.

Em Gênesis no primeiro capítulo vemos o Deus Criador dando forma a tudo que hoje existe, e no verso 26 Deus cria o homem com a finalidade de ter 'comunhão' com ele (sua criação) através de um relacionamento diário na viração do dia 'no jardim'. O privilégio do qual o homem gozava era a doce e incomparável presença de Deus e por toda eternidade. A morte não era para fazer parte de nossas vidas. Mas ao longo dos capítulos vemos uma ruptura no Plano Original onde o homem perde a comunhão diária no 'jardim' e traz consequências quase que irreparáveis a sua própria vida. Entram a morte, as doenças, e o conhecimento do 'mal' passa a fazer parte de toda criação.Como diz Romanos 3:23: 'que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus'. Em outras palavras, fomos privados da presença de Deus.

Mas o Senhor é supremo e soberano, e nos ama de tal forma que envia seu filho unigênito, para podemos novamente desfrutar da 'pesença' de Deus. Em Cristo Jesus somos novamente chamados a participar da 'nova criação' e recebemos o benefício de sermos restaurados ao 'Plano Original' que Deus havia estabelecido no início. Ou seja somos levados 'de volta ao jadim'.

Sejamos gratos ao Senhor e a Cristo que nos resgatou, e rasgou a cédula que nos era contrária.

Que possamos desfrutar diariamente da doce presença de Deus.

Que todos nós possamos estar 'de volta ao jardim'.

A Paz do Senhor!

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

ICPB - Ministério Porta da Vida

Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário

São Carlos - SP

Email: evangelistacesar@hotmail.com

Email: cesartucci@gmail.com

"Confiança Jamais Frustrada"

wallpaper_quebrantado 4Salmos 20:7 - Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus.

Amados irmãos e irmãs no Senhor, pela graça de Deus quero hoje compartilhar com todos uma palavra de esperança.

Quando buscamos nos dicionários o significado da palavra 'confiança', encontramos a seguinte definição: fé que se deposita em alguém; esperança firme. Mas quando examinamos as escrituras podemos ver a 'confiança' como uma 'segurança íntima e profunda', sem desapontamentos; uma 'confiança jamais frustrada'.

Golias tinha sua confiança em seu tamanho e sua força escomunal; em sua lança e sua armadura de guerra, mas o pequeno Davi tinha sua confiança em Deus: “Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. Hoje mesmo o SENHOR te entregará na minha mão, e ferir-te-ei, e tirar-te-ei a cabeça, e os corpos do arraial dos filisteus darei hoje mesmo às aves do céu e às feras da terra; e toda a terra saberá que há Deus em Israel; e saberá toda esta congregação que o SENHOR salva, não com espada, nem com lança; porque do SENHOR é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão.” (I Samuel 17:45 e 47).

No monte Carmelo, o povo e os 450 profetas corrompidos depositavam sua confiança em Baal, mas Elias confiava no Deus de Israel e após várias tentativas frustradas do profetas de Baal, Elias vence o desafio: “...o profeta Elias se aproximou, e disse: Ó SENHOR Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas. Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo conheça que tu és o SENHOR Deus, e que tu fizeste voltar o seu coração. Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego” (I Reis 18:37 e 38).

Amados isso é ter uma 'confiança jamais frustrada'. Por maiores que sejam os desafios e os obstáculos de nossas vidas, em Deus jamais seremos envergonhados. Enquanto muitos confiam em 'carros e em cavalos' ( posição, cargos, dinheiro, intelectualidade, força e beleza física, condições terrenas, passageiras e circunstanciais); NÓS faremos menção, ou seja, confiaremos somente no Senhor.

Que o Deus de Elias e do rei Davi seja hoje nossa fonte única e verdadeira de confiança.

Paz do Senhor!

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

Igreja Cristã Pentecostal da Bíblia

Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário

São Carlos - São Paulo

Email: evangelistacesar@hotmail.com

Email: cesartucci@gmail.com

"O Fogo Caiu ou Deus Falou?"

papel%20de%20parede%20gospel%20evangelico%20jesus%20(11)II Pedro 1:5 ao 7 - Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento, ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor.

Queridos e amados irmãos e irmãs em Cristo, quero hoje, pela permissão do Espírito Santo de Deus ministrar algo, infelizmente, muito comum nas igrejas e no cristianismo deste presente século.

É notório que o pentecostalismo contemporâneo tem passado por muitas mudanças. Mudanças estas que fogem completamente da plenitude da verdade. Infelizmente vemos nos púlpitos, ou quem sabe nos palcos das igrejas, pois é nisto que tem se transformado os cultos, em verdadeiros shows com muito fervor, mas pouca espiritualidade; muito carisma, porém pouco caráter; abundância nos dons, todavia falta no fruto do Espírito. É impressionante o número de eventos que conclamam sobre avivamento, mas poucos são os frutos desse suposto 'mover'. O cristianismo brasileiro é atualmente místico e emocional, quando crentes confundem o emocionalismo exacerbado com a “Presença de Deus”.

Hoje, as pregações não igrejas resumem-se a gritaria e vitória; histeria e ufanismo; bagunça e falta de reflexão. Congressos estão lotados de pessoas ávidas por novidades, como “cair no espírito”, “aviãozinho”, “cambalhotas”, “pula-pula”, etc. E quem contestar essas práticas bizarras, logo é taxado de fariseu, blasfemo e outros estereótipos. Pouco se fala em caráter nos púlpitos. Pregam aquilo que não vivem e não vivem aquilo que pregam. Muita aparência e religiosidade enquanto gritam 'aleluia' e 'glória a Deus', mas em seus corações maquiam seus males, carregam ranços e amarguras, perdoam apenas de boca e cobiçam os dons e posições alheios.

De nada adianta gritar em histeria nos cultos como se estivesse num estádio de futebol, se o coração não estiver disposto a aprender e obedecer a Deus.

Por inúmeras vezes os cristãos saem dos cultos sem saber o que foi pregado. Quando pergunta como foi o culto a resposta é a seguinte: “O que foi falado eu não me lembro, mas o fogo caiu”.

Pedro quando escreve sua segunda carta, ele começa falando de 'ensinamento', de 'conhecimento'. Porque? Porque só o conhecimento poderia poupar os cristãos das falsas doutrinas e protege-los dos falsos mestres e seus distorcidos ensinos. A Palavra é clara: O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos (Oséias 4:6)... Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus (Mateus 22:29)...E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará (João 8:32).

Ensinar, buscar conhecimento é moldar caráter. Falta de ensino bíblico provoca distorções doutrinárias e morais. A imaturidade e a fraqueza doutrinária estão casadas. A pratica dos dons espirituais a partir da ostentação, do orgulho, da falta de amor tem como consequência muita confusão e o surgimento de heresias e falsos ensinos. A maturidade está relacionada ao caráter, portanto ostentar dons não é, senão pura vaidade. Tudo isso fruto de um discipulado correto inexistente ou deficiente. A saúde da igreja está totalmente relacionada ao ensino e discipulado de cada crente, por meio de uma liderança madura e consciente. Em outras palavras 'o melhor caminho para a libertação é o conhecimento'. Por isso Jesus estava sempre 'ensinando' seus discípulos e ainda nos deixou uma grande responsabilidade, a Grande Comissão: Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 'ensinando-os' a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.

Não podemos esquecer: 'o verdadeiro caminho para a libertação é o conhecimento'.

A Paz do Mestre seja com todos.

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

ICPB - Ministério Porta da Vida

Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário

São Carlos - SP

Email: evangelistacesar@hotmail.com

Email: cesartucci@gmail.com

"Amor Sublime"'

Mão2João 3:16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

A Paz do Senhor aos amados irmãos e irmãs.

Com certeza já ouvimos muitas pregações e mensagens neste versículo constantemente citado; afinal é o texto áureo da Palavra, pois exprime a essência das escrituras, o 'amor sublime' de Deus pela humanidade.

Hoje passamos por muitas tribulações, lutas, doenças, desgosto, decepções, solidão, desânimo e muito mais. Mas quando olhamos para este versículo, e lembramos que ele foi escrito originalmente no grego, podemos nos alegrar sobremaneira. A língua grega, diferente do nosso idioma, é uma língua viva, ativa e contínua. Ela expressa uma ação sendo executada e não já concluída. Se olharmos dessa forma, poderemos olhar para este texto e ler da seguinte forma: 'Porque Deus continua amando o mundo de tal maneira que esta doando o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas ainda tenha a vida eterna'. Em outras palavras, Deus cria salvando e salva criando' através do seu eterno amor.

Quando vier as tormentas da vida e os dias maus, vamos nos agarrar neste 'amor sublime', pois nada pode nos separar Dele: Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Rm 8).

Desejo que este excelso amor seja sempre nossa fonte de esperança e confiança, pois está escrito: mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou... e continua nos amando!

Que o 'amor sublime' de Deus, revelado em Cristo seja sobre todos.

Paz!

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

Igreja Cristã Pentecostal da Bíblia

Rua Fernão Dias, 111 . Jd Centenário

São Carlos - São Paulo

Email: evangelistacesar@hotmail.com

Email: cesartucci@gmail.com