terça-feira, 24 de março de 2009

Amor que Transforma

II Corintios 5:14 - Porque o amor de Cristo nos constrange...

Queridos e amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, quanto mais buscamos refúgio e amparo na Palavra de Deus, mais e mais nos deparamos com o excelso Amor do Deus Pai. Olhando para a palavra do apóstolo Paulo pregada para a igreja de Coríntio, fiquei com o coração aquecido e a alma jubilante. Busquei então usar do ensinamento do Mestre e fui examinar. Analisando a palavra “constranger”, descobri que ela tem o significado de compelir, de coagir, de impulsionar por meio do pudor, através de um acanhamento. Mais ser constrangido pelo amor de Cristo é muito mais que que um acanhamento ou uma encabulação, ser constrangido pelo amor de Cristo é ser e ter transformado todos os nossos pobres valores, todos os nossos pequenos conceitos e toda a nossa medíocre conduta, imposta por um sistema social em plena decadência, onde os valores morais e éticos estão cada vez mais deturpados e o ser humano é cada vez mais escravizado pela mídia. Ser constrangido pelo amor de Cristo, é experimentar características insofismáveis que só este amor supremo possui. Quero aqui citar apenas três dentre outros, de grande prioridade na vida de um Cristão genuinamente convertido.

A primeira característica, é a capacidade que ele - o amor - tem de nos regenerar, regatando nossas vidas do pecado e restabelecendo moralmente o que parecia destruído.

A segunda, que é fruto da primeira característica, é a reconciliação, ou seja, refazer as boas relações restaurando a paz, transformando a inimizade em afeto.

E a terceira é a remição. Em outras palavras, este excelso amor tem o poder de adquirir de novo, de resgatar, de libertar resgatando do cativeiro.

Existe um profundo relacionamento entre as três características. A palavra deixa explicito que através deste sentimento tão puro e verdadeiro, tão sublime e santo, Deus criou a maior, melhor e única maneira de voltarmos a nos relacionar com Ele. É hora de sermos realmente constrangidos por este amor, pois só assim seremos “nova criatura”. Chegou o tempo em que a igreja de Jesus Cristo precisa deixar as coisas velhas e ver tudo se transformar em novo, novidade de vida, novas conquistas, novas realizações, novos testemunhos, novos valores e principalmente, nova comunhão com Deus. Como está escrito, isso é estar em Cristo. E mais; TUDO isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação. Deixe e sinta este Amor te constranger. Mude e seja pleno!

A Paz do Cristo seja com todos.

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci

ICPB – Ministério Porta da Vida / Jd. Dona Francisca

segunda-feira, 16 de março de 2009

Ser Feliz


João 15:11 - Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo.

Queridos e amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, o desejo de meu coração nesta palavra é falar de um assunto, de algo que todo ser humano busca incansavelmente, todos os dias de sua vida terrena, a felicidade. Ou seja, o “ser feliz”!
Para alguns, ser feliz é ganhar uma roupa nova, um sapato, uma bicicleta; para outros, ser feliz é conquistar uma posição de destaque na empresa, trocar de carro, conquistar a casa tão desejada; ser feliz para uns é ganhar flores, fazer um novo penteado, receber elogios; já para outros, ser feliz é a cura de uma enfermidade, a mudança de comportamento de alguém amado, a libertação de um vício e até mesmo a salvação de alguém. Enfim, ser feliz é sem sombra de dúvidas ter os sonhos realizados e os projetos concretizados. Ser feliz é realizar.
Mas a vida tem surpresas. Isso mesmo!
Nesta estrada que chamamos de vida, muitas vezes deparamos com grandes e inesperadas surpresas. São situações que nos pegam de repente como imensas tempestades na saúde, ventos impetuosos nas finanças, fortes ondas no casamento e grandes torrentes familiares. Esse apanhar repentino pelas adversidades do dia a dia resulta em pedaços e destroços, minando nossas forças e quase matando nosso sonho de ser feliz.
Para superar e suportar todas estas situações, por mais difíceis que sejam, precisamos usar como alicerce, como fundamento os ensinamentos de Cristo e não construir nossos sonhos e projetos sobre a areia, onde não há firmeza. Procedendo assim seremos inabaláveis.
Em Mateus 7:24 ao 27, o Senhor nos deixa claro sobre os dois fundamentos, onde Ele mesmo diz que “todo aquele” que ouve e pratica as suas palavras, os seus ensinamentos, é comparado com o homem prudente que projetou seus sonhos, construiu sua casa, sobre a rocha e vindo a chuva, transbordando os rios e soprando os ventos deram contra a casa, mas a casa, os sonhos não ruíram.
Ouvir e praticar as palavras de Jesus é viver de acordo, em conformidade com seus princípios e valores. Precisamos deixar de construir nossas casas, nossos sonhos, em terrenos arenosos como as promessas humanas, pois o homem é falho, seja ele quem for. Como as aparências, pois quando valorizamos o exterior, é desprezada a essência. Como a posição que ocupamos, ou que desejamos ocupar, em nossa força física, na estabilidade financeira, no carro que possuímos e etc. É hora de adornarmos nossas vidas com aquilo que tem real valor, para que não fiquemos empobrecidos pela ausência de verdades.
Nossa existência não passa de um canteiro de obras, pois todos os dias nós construímos, reformamos, demolimos ou restauramos algo. Vamos construir nossas casas, nossas vidas, nossos sonhos com o cimento da verdade, com o reboque da prudência, com o reforço da esperança, com a beleza da simplicidade, com a harmonia da fé e a consistência do amor. Vamos ser feliz! Esta é vontade de Cristo para nós (João 15:11).
Em Deus, no Senhor Jesus, a rocha inabalável, a pedra angular, tudo é verdade, tudo é fortaleza, tudo é real.
Seja feliz em Cristo e com Cristo... “passarão os céus e a terra, mais suas palavras nunca passarão”.
Nele podemos confiar!

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci
ICPB - Ministério Porta da Vida / Jd. Dona Francisca
São Carlos - SP
http://evangelistacesar.blogspot.com
cesartucci@hotmail.com

quarta-feira, 11 de março de 2009

Escolher é Determinar


Lucas 10:41 e 42 - E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.

Amados irmãos e irmãs em Cristo, gostaria de compartilhar com todos neste dia, uma mensagem que o Senhor ministrou em meu coração e falou muito comigo, de uma forma cheia de amor e zelo.
Quando buscarmos no dicionário Aurélio o significado da palavra “escolha” descobrimos que ela tem suas raízes no Latim - excolligere - é também um verbo transitivo (eleger; fazer escolha de; preferir; optar por; selecionar) e um verbo intransitivo (optar; fazer distinção). Mais isto é apenas um pequeno enriquecimento gramatical.
Na verdade o que o Senhor quer falar aos nossos corações, são sobre escolhas que fazemos ao longo de nossas vidas.
No texto do Evangelho de Lucas 10: 38 ao 42 observamos uma história aparentemente simples e comum, mais quando realmente examinamos descobrimos fundamentos para nossas vidas que podem mudar toda e completamente as nossas histórias.
O apostolo Paulo disse: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos”. Entramos, no final do século passado e inicio deste, com a ajuda da Internet, dos humanistas e do domínio das multinacionais (das quais o Vaticano é o sócio majoritário), na chamada Nova Era Global, em que “o aborto, a eutanásia, o confisco dos filhos de famílias consideradas desajustadas, a liberação das drogas, a neurose coletiva da agenda ecológica do ‘aquecimento global’, o casamento homossexual, a abolição das fronteiras nacionais, etc.”, são assuntos primordiais na simpatia da mídia mundial. Trata-se de um prenúncio trágico e deplorável, de que a civilização gentílica está no fim. Esta era globalizada e tecnológica tem tornado o homem cada vez mais isolado, e a busca do bem estar e dos interesses próprios tornam o ser humano cada vez mais egoísta e egocêntrico.
Agora pense! Quantas escolhas eu e você fizemos ao longo de nossas vidas das quais nos arrependemos profundamente, e outras que nos deixaram marcas e danos irreparáveis.
Será que desejamos continuar errando em nossas escolhas e sempre que olharmos para trás, notarmos que as sementes que plantamos não eram de boa qualidade. Queremos repetir os mesmo erros e os mesmo fracassos. Não!
Portanto amados, é tempo de “escolher” o melhor, e eleger a primazia, de optar pelo excelente. É tempo de escolher como Maria, que parou e se lançou aos pés do Mestre, para ouvir seus ensinamentos. É tempo de escolher ler mais a Bíblia e parar de viver da unção dos profetas. É tempo de escolher buscar mais a presença de Deus em nossas vidas e pedir para Ele nos orientar. É tempo de escolher parar de olhar para nossos próprios interesses individualistas e olhar para o próximo. É tempo de escolher orarmos mais e usar nossos lábios como fonte de vida e parar de ficar falando da vida alheia. É tempo de escolher ficar de pé, mesmo que o vento esteja forte e confiar no Senhor. É tempo escolher aceitarmos a “vontade” de Deus para nós, sem ficar questionando os porquês. É tempo de escolher viver o sobrenatural, o milagre, o impossível.
As melhores escolhas, das quais nunca nos arrependeremos, são aquelas feitas em Deus, feitas com Deus e feitas para a Glória de Deus. Ele sempre sabe o que é melhor (Mateus 7:11).
Lembre-se, Marta escolher a “melhor parte” a qual não lhe será tirada.
Escolher e determinar!
A Paz do Cristo seja com todos.

Evangelista Cesar Augusto A. Tucci
ICPB – Ministério Porta da Vida / Jd. Dona Francisca
São Carlos - SP
http://evangelistacesar.blogspot.com
cesartucci@hotmail.com